IPH - Instituto de Pesquisas Hospitalares MENU Investindo em conhecimento

Acervo Projetos Arquitetônicos

Centro de Saúde (Clube de Saúde) Jarbas Karman

Santa Cruz do Rio Pardo - SP, Brasil 1962

Sobre o Centro de Saúde de Santa Cruz do Rio Pardo, Jarbas Karman escreve nas páginas 36 e 37 da revista Acrópole em 1964:

"Esta Unidade constitui outro passo à frente, apresentando o serviço de tb entrosado com o fichário central, unidade de recreação desenvolvida e parte administrativa unificada. O fichário unificado é o ponto nodal dêste projeto (21), dada sua localização entre dois eixos: o do público (de circulação externa) e o clínico (de circulação interna).
À sala do fichário, informações e matrícula convergem: pela face nascente (38, 39) os que se encaminham à puericultura, higiene materna e higiene de adultos; pela face poente (7) os que procuram assistência especializada (tb, lepra, etc.).
Pelos corredores internos realizam-se as interligações (diretas) do fichário com os elementos administrativos (à esquerda) e as unidades clínicas (à direita), todos dependentes do manuseio obrigatório das ficha-família.
O segundo elemento central, de convergência do público, é a secretaria unificada, (16), comum a todo o Centro, oferecendo ligações fáceis com órgãos diretores, administrativos, clínicos e o público. Idêntica orientação foi observada relativamente ao conjunto de diagnóstico, onde as salas de raio-X, abeugrafia, imuização etc., atendem aos diferentes interessados pelos três corredores de acesso.
As salas de matrícula fazem parte integrante do fichário único. Esta interrelação favorece a implantação da ficha-família, facilita sobremaneira o encontro e arquivo da mesma, o seu encaminhamento à clínica requisitante, o seu manuseio pelos setores de bio-estatística, epidemiologia, delegacia de saúde etc..
O projeto deu particular ênfase às unidades sociais e recreativas, bem como às de ensino e higiene. A incorporção dessas atividades aos Centros de Saúde visa contornar a pouca aceitação de conceitos profiláticos pelo nosso meio, principalmente os menos evoluídos.
O povo mostra-se sempre mais imediatista, só procurando instituições assistenciais quando doente. As Unidades procuram incorporar vários recursos, de pronunciado interêsse coletivo, para assegurar o afluxo, também de pessoas sadias. Assim, foram dotadas de auditório para projeções cinematográficas, salas de reuniões, de jogos, de música, play-ground etc., donde o nome de Unidade Sanitária Clube-Saúde.
O projeto compõe-se de 7 blocos paralelos, iguais, equidistantes entre si; 3 térreos e 4 assobradados, em face do declive do terreno. Os blocos têm como único elemento de união os corredores longitudinais, envidraçados, e encontram-se separados por jardins. O afastamento entre os corpos, relativamente reduzido, enseja proteção ao sol e intenso calor de S. Cruz, por servirem mutuamente de quebra-sol. A orientação favorece igualmente a máxima exposição aos ventos dominantes. Os espaços inter-blocos e inter-andares permitem ventilação cruzada em todos os ambientes."



-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Como essa página deve ser citada segundo a NBR 6023/2002

Referência: IPH - INSTITUTO DE PESQUISAS HOSPITALARES ARQUITETO JARBAS KARMAN (São Paulo). Centro de Saúde (Clube de Saúde). Disponível em: <http://www.iph.org.br/acervo/projetos-arquitetonicos/centro-de-saude-155>. Acesso em: 01 jan. 2015.


*Atenção, substituir a data de acesso (01 jan. 2015) pela data real do acesso realizado por você.


Citação com autor incluído no texto: Iph - Instituto de Pesquisas Hospitalares Arquiteto Jarbas Karman (2014)


Citação com autor não incluído no texto: (IPH - INSTITUTO DE PESQUISAS HOSPITALARES ARQUITETO JARBAS KARMAN, 2014)

Compartilhe





Enviar por e-mail: